Azeite ‒ o principal item da dieta mediterrânea... e por muitos motivos!

As dietas da moda nunca foram incentivadas pelos profissionais da saúde. Contudo uma delas é caracterizada pela ampla variedade de alimentos saudáveis e por um equilíbrio nutricional que todos precisam ter diariamente – a dieta mediterrânea. E sabe o que é melhor dessa dieta? É que o principal ingrediente presente em todas as refeições é o . Vamos conhecer um pouco sobre esse item:

Como é obtido o azeite?

O verdadeiro azeite de oliva, chamado de extravirgem, é composto apenas pelo óleo extraído das oliveiras. É obtido por azeitonas maduras, procedentes de oliveiras sadias e de frutos frescos cultivados em ambiente próprio para evitar qualquer tratamento sintético que possa alterar a natureza química de seus componentes, principalmente, dos compostos nutricionais

Quais são seus diferenciais?

Os principais aspectos que diferem um azeite de outro são: cor, teor de óleo, composição de ácidos graxos e propriedades sensoriais. Os fenóis, tocoferóis e ácidos graxos, mais precisamente o ômega-9, são os principais componentes responsáveis por proporcionar sabor, estabilidade e todos os benefícios listados para a saúde (comprovados pela ciência).

Rica composição nutricional do azeite

Dentre os componentes do azeite, destacam-se os compostos orgânicos voláteis, fenóis, tocoferóis, pigmentos, esteróis, esqualeno, ácidos graxos, entre outros capazes de proporcionar diversos efeitos para o equilíbrio corporal, sobretudo, para a saúde cardiovascular e cognitiva.

E os benefícios para a saúde?

Esses são inúmeros! Devido à alta concentração de polifenóis, o consumo regular de azeite de oliva pode contribuir para prevenção e modulação de diversos aspectos na saúde em geral. Atua como poderoso anti-inflamatório e antioxidante, promovendo efeitos para a função cardiovascular; auxilia no combate aos danos provocados por radicais livres em excesso nas células; possui efeito protetor contra doenças degenerativas e autoimunes; e pode contribuir para o controle de peso e a modulação dos parâmetros alterados na síndrome metabólica.

Quer saber como comprar o melhor azeite de oliva? Avalie sua acidez.

O índice de acidez é o principal atributo a ser avaliado na hora de comprar um azeite de oliva. O tipo extravirgem é composto por até 0,8% de acidez e é considerado o mais saudável para consumo diário, pois não sofre qualquer processo de refinamento químico e por ser prensado a frio, o que mantém suas propriedades funcionais e seus compostos nutricionais em proporções adequadas. Já o azeite virgem é extraído por processos físicos ou mecânicos, apresentando acidez acima de 0,8% até 1,5%. O azeite comum, caracterizado pelo seu custo reduzido, é caracterizado por 1,51% a 3% de acidez, podendo ter alterações na sua composição nutricional e aspectos sensoriais.

É um ingrediente que não pode faltar nas refeições diárias e no preparo delas, pois o seu consumo é fundamental para a saúde!